sábado, 7 de julho de 2018

Amizade Vaidosa



Eles dizem “eu te amo” e registram pra que todos possam ver. Sempre há troca de declarações, carinhos e é visível que se tem bem querer. Mas algo de errado acontece quando penso em prioridades.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Arrepio



Queria ter uma forma fácil de discernir entre o que é miragem e o que é pra valer. Queria saber decidir entre as borboletas na barriga e a pulga atrás da orelha. É sempre muito fácil reconhecer o frio na boca do estômago... Os sentidos são sempre claros. O medo é quem distorce. O erro é quem ensina. A perda é que cria a pulga.

sábado, 30 de junho de 2018

Desamor



A ressaca do término segue ganhando a dos vícios mundanos. Você acorda com a cara amassada, o coração partido e manha de criança. Você segue uns dias querendo ser mimado. Em outros reconhece a necessidade de amadurecer. Então você volta pra si, entende que é hora de deixar ir. Mas algo permanece.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Sensíveis



Vivemos uma era de transição, de quebra de padrões e revolução no modo de amar e enxergar o outro. E isso é tão incrível por um lado, mas também tão triste por outro! 
Incrível porque estamos aprendendo a aceitar mais a nossas diferenças e respeitá-las. Mas o passado ainda nos assombra, pois pessoas livres e encarceradas vivem lado a lado. E quem está encarcerado, às vezes faz questão de fazer os livres se sentirem culpados pela sua liberdade. Isso é triste!

domingo, 24 de junho de 2018

Desculpas



Quando crianças aprendemos que pedir desculpas é crucial para consertar um erro. Então crescemos, vemos erros sendo cometidos corriqueiramente e negligenciamos essa conduta básica. Mas isso não a torna menos necessária ou dispensável.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Significação


   Nossa vida é comercialmente preenchida de símbolos porque todos nós estamos sempre em busca de significados. Precisamos fazer e escolher um sentido. E a essência de tudo que criamos precisa ter uma representação (por isso os símbolos). Mas e quando nos forçamos a fazer algo que não é da nossa essência para alcançar um sentido que impomos a nós mesmos?

Tênue



“É um cérebro perfeitamente normal”essa frase do Dr. Laszlo Kreizler ficou presa na minha cabeça. Trata-se de um recorte do último episódio de The Alienist, no qual o protagonista e alienista literalmente analisa o cérebro de um serial killer. Dr. Laszlo, por sinal, é um personagem muito intrigante em si próprio. É um cientista cético, mas que também diz crer em Deus. No geral ele prefere debruçar-se sobre o fisiológico para encontrar respostas, mas seus métodos foram insuficientes para cessar seus questionamentos acerca da mente humana. Afinal, o cérebro do pior serial killer que ele teria cruzado era “perfeitamente normal”.

terça-feira, 10 de abril de 2018

Constelação de Virgem


O ser humano me fascina e me intriga. Por vezes eu tenho orgulho de pertencer à raça e fé quanto ao que podemos fazer uns pelos outros. Mas há também incontáveis vezes em que não entendo determinados sentimentos, a competitividade desmedida, a necessidade de exibição e a constante autodestruição.
O mito de Virgem não se caracteriza apenas na busca pela perfeição, como a maioria das pessoas já sabe até de cor. Mas também na conclusão inevitável de que a perfeição é inalcançável, pois somos moldados pelo erro. E ao concluir tal realidade, a consequente frustração faz os virginianos alternarem entre o ceticismo e o idealismo.

Saturno Retrógrado


Astrologicamente falando é tempo de botar a cara pra bater e há todo um clima de justiça e cobrança no ar. Eu esperava decisões, encerramento de ciclos, mas por mais ingênuo que isso possa parecer: não esperava retornos. Eu gosto de pôr pontos nas minhas histórias e a vírgula insistente de algumas das rotas em que peguei, foi o que mais me fez sangrar.
Eu achava que tinha encerrado tudo da melhor forma possível. Mas minhas certezas foram postas à prova e algumas coisas saíram do lugar. A consciência e aprendizado das experiências passadas permanecem. Só alguns velhos sentimentos retornaram.

sábado, 10 de março de 2018

Reflexo



    Eu renasci e tava ali guardada. Confesso que fiquei um pouco assustada e me restringi a observar. Por muitos anos eu esqueci quem eu era e vivi sempre à espreita de me libertar.
   Então, um belo dia acordei e lembrei quem eu podia ser. Me dei conta que sempre esteve ali, eu só precisava deixar sair... E fluir! Então vazei da embalagem, agora eu tinha coragem e ânsia de viver. Pude rir à vontade, me desligar do entorno e satisfazer minhas vontades, sem nenhum desconforto.